Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Publicado por em out 23, 2017 em Boletim Informativo, Eventos, Notícias | 0 comments

Congresso busca padronização das Guardas Civis do Estado

Troca de experiências e mais conhecimento sobre segurança pública foram temas dos debates.

A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Defesa Social, promoveu na quinta-feira (19), no auditório da Faculdade UNA, o 1º Congresso dos Grupamentos Especializados das Guardas Civis. O objetivo do congresso foi o de integrar as forças de segurança pública na busca de mais conhecimento, troca de informações e padronização das ações dos grupamentos.

Estiveram presentes grupamentos de diversas cidades mineiras como Belo Horizonte, Betim, Nova Lima, Sabará, Santa Luzia, Barbacena e Itabirito, além de várias autoridades da área de segurança pública.

A Guarda Civil de Contagem conta com diversos grupamentos especializados como o policiamento preventivo, canil, patrulhamento escolar, grupamento ambiental e especializado, promovendo diversos tipos de operações e distúrbios, por isso ela é uma referência para outras corporações e pôde contribuir para promoção do congresso.

O secretário Municipal de Defesa Social, Décio Camargos, abriu o evento sinalizando que a Guarda Civil está sempre buscando alternativas que contribuam para o fortalecimento e aprimoramento de técnicas de policiamento comunitário e preventivo. “É muito bom ver a Guarda de Contagem sendo referência no Estado de Minas Gerais. Esse reconhecimento se deve  ao fato de várias guardas de outras cidades, por meio de parcerias, estarem passando por cursos em Contagem. A guarda está sempre em constante capacitação de seus agentes, na busca de melhores condições, tanto para seus profissionais, quanto para a  busca da melhor qualidade na segurança do cidadão”, Conclui Décio parabenizando o gerente Machado e o comandante Levi Sampaio pela iniciativa do evento.

 Nas palestras foram abordados temas sobre o processo de segurança municipal, o papel do primeiro interventor no contexto da Guarda Civil, a importância das operações policiais e seu modus operandi e o gerenciamento de crises. Em uma das palestras, integrantes dos famosos “boinas azuis”, Batalhão Suez, que serviu o exército Brasileiro entre 1957 a 1967 no Oriente Médio, lutando pelas Forças de Paz da ONU, relataram a experiência em combate e de terem vivido por 10 anos em um ambiente hostil com tensão a todo o momento e em condições precárias.

O comandante da Guarda Civil, Levi Sampaio, comentou sobre a padronização das ações das guardas civis. “As guardas precisam estar mais próximas para ocorrer à padronização de utilização de uniformes dos grupamentos, nomenclaturas, equipamentos de proteção individual, entre outras. Essa padronização é importante para se criar uma identidade institucional em Minas Gerais e por que não a nível Brasil, para que o cidadão se identifique, onde for, com as instituições das guardas civis”, conclui Sampaio.

Exposição equipamentos

Na sexta-feira (20), no Big Shopping, a Guarda Civil de Contagem promoveu a 116 ª  Exposição de Equipamentos da Instituição. Os estandes exibiram fardamento completo dos grupamentos ambiental, canil, especializadas, bike e o uniforme operacional tradicional. Mostrou também os equipamentos de proteção individual, algemas, coletes balísticos, escudos, rádios transmissores, bastão tonfa e espargidores de agentes químicos. Além de armamento de menor potencial ofensivo – Spark e taser, veículo aéreo não tripulado (Drone), capacetes anti-tumulto e antimotim, e armamento letal com a pistola .380 e a espingarda calibre 12.

 

A exposição foi aberta ao público, que pôde conhecer mais sobre a história da Guarda Civil, e os equipamentos de segurança usados na proteção do patrimônio público e do cidadão.

Guarda Civil de Contagem
Jornalista: Leonardo Moreira Rocha
23 de Outubro de 2017