Defesa Social realiza 5º edição do Café com Inteligência

Evento contou com a participação de vários órgãos de segurança pública.

A Secretaria Municipal de Defesa Social, por meio da Guarda Civil de Contagem (Diretoria de Inteligência), promoveu na sexta feira (29) a 5º edição do “Café com Inteligência”. O evento aconteceu no auditório da PUC Minas/Contagem, no qual proporcionou a integração das agências de inteligência dos órgãos de Segurança Pública em nível municipal, estadual e federal, tendo como resultado final a troca de conhecimento, informações e ações no contexto de inteligência no âmbito da Defesa Social.

De acordo com o diretor de Inteligência da Guarda Civil, Jefferson de Barros França, o encontro já virou tradição. “Poder reunir as agências de inteligência para estreitar relacionamentos, fazer novas amizades, e ampliar nossa rede de contatos. Com certeza, esse momento será lembrado, uma vez que conhecimentos foram compartilhados e agregados entre os diversos profissionais de Inteligência aqui presentes. Como rege a Doutrina Nacional de Inteligência de Segurança Pública: É de fundamental importância a integração dos órgãos públicos, dos setores de inteligência de Estado e de Segurança Pública”, conclui França.

Conforme a Doutrina Nacional de Inteligência de Segurança Pública/2016 (DNISP), a atividade de Inteligência de Segurança Pública (ISP) é o exercício permanente e sistemático de ações especializadas para identificar, avaliar e acompanhar ameaças reais ou potenciais na esfera de segurança pública. Elas são basicamente orientadas para produção e salvaguarda de conhecimentos necessários para subsidiar os tomadores de decisão, para o planejamento e execução de uma política de segurança pública e das ações para prever, prevenir, neutralizar e reprimir atos criminosos de qualquer natureza que atentem à ordem pública.

O secretário de Defesa Social, Décio Camargos, expôs aos convidados, os propósitos do evento que são unir, criar interface, fazer a integração da rede de segurança pública e forças privadas de segurança. “A busca das soluções operacionais exige um diálogo cada vez mais intenso, respeitando, é claro, as atribuições de cada um, mas dentro desse conceito filosófico que exige que nos tornemos mente, olhos, mãos, pés, e coração do corpo da segurança pública, e que este embrião nasça aqui, hoje e agora”, afirma Camargos.

Participaram do café, representantes do Exército Brasileiro, Força Área Brasileira, Agência Brasileira de Inteligência, Polícia Federal, Polícia Militar, Polícia Civil, Bombeiro Militar, Coordenadoria de Integração das Inteligências de Segurança Pública, Sistema Prisional, Sistema Socioeducativo, Guardas Civis da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), PUC/Contagem e representante de empresas privadas.

Guarda Civil de Contagem
Jornalista: Leonardo Moreira Rocha
03 de Outubro de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × dois =