Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Publicado por em set 5, 2014 em Boletim Informativo, Notícias | 0 comments

Segurança pública se uniu no combate contra o crack

Contagem aderiu ao programa “Crack é possível vencer” do Governo Federal no mês de junho de 2013. Desde então, uma série de ações vêm sendo desenvolvidas. No dia (18/8) deste ano, teve início a capacitação, no 39º Batalhão de Polícia Militar, cerca de 50 profissionais das forças de segurança pública: Polícia Militar, Bombeiro Militar, Polícia Civil e Guarda Municipal, que irão trabalhar em conjunto na base móvel do programa. O curso contém três tópicos: Curso nacional de multiplicador de polícia comunitária, abordagem policial a pessoas em situação de risco e redes de atenção e cuidado, todos com foco em tópicos especiais em policiamento e ações comunitárias (TEPAC).

O programa “Crack, é possível vencer” é coordenado pelo Ministério da Justiça que desenvolve, em parceria com outros Ministérios, uma ação integrada que envolve três frentes de atuação: prevenção, cuidado e autoridade. Dentro desses três aspectos, o programa integra vários grupos sociais, trabalhando, simultaneamente, na prevenção, no combate, na reabilitação e na reintegração social.

“Aproximadamente 90% dos crimes ocorridos no município de contagem tem relação com drogas. Atuar para redução desse índice é um dos objetivos do programa crack é possível vencer, além disso, expressa o esforço do trabalho integrado das forças de segurança que atuam no município, sem dúvidas, esse olhar do Governo Federal para a segurança, contribuirá efetivamente para a redução da criminalidade”, ressalta o Secretário de Defesa Social, José Rodrigues da Silva.

O programa é um amplo trabalho desenvolvido pelos Ministérios da Justiça, da Saúde, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, da Educação e da Secretaria de Direitos Humanos, visando a oferecer aos usuários de drogas – grupos de risco irrestrito – apoio em todas as suas necessidades, contribuindo, desta forma, para a redução dos índices de consumo de drogas. A realização do programa se dá através dos municípios.

“Os municípios precisam unir suas potencialidades internas, agentes de segurança, saúde, assistência social, educação, esporte, cultura, trabalho a fim de que o sujeito atendido pelo programa seja assistido na sua integralidade, tendo portas de acesso aos serviços e perspectivas de novos projetos de vida.“, Conta Wellington Eustáquio Ribeiro, ponto focal do programa crack no Município de Contagem.

Contagem foi contemplada com dois kits território. Cada kit é composto por uma base móvel de videomonitoramento, 19 câmeras fixas e uma instalada na base, duas viaturas e duas motocicletas. As regionais administrativas, Industrial e Vargem das Flores serão contempladas com os kits. Onde serão instaladas 19 câmeras fixas em um raio de três quilômetros.

Serão formados cerca de 100 profissionais, distribuídos em duas turmas, sendo que a primeira já está em andamento e a segunda terá início em novembro. Sabendo que 63 municípios mineiros já contam com as ações do Programa crack é possível vencer.

“É primordial o papel da comunidade para participar junto aos órgãos de segurança pública desse programa, só assim poderemos combater – retirar das ruas – aquelas pessoas que fazem uso de drogas”, disse Carlos Tadeu, Guarda Municipal e participante do curso. O Soldado da Polícia Militar, Rildoberque Gusmão Diniz, comunga da mesma opinião e conclui, “hoje, no meu ponto de vista não existe a repressão e sim o preventivo, onde podemos compartilhar junto com a sociedade o benefício de manter a paz social e retirar do meio das drogas aquelas pessoas que venham a necessitar de ajuda”.

 
Link da matéria: http://www.contagem.mg.gov.br/?materia=093869
 
Guarda Municipal de Contagem
Assessoria de Comunicação
Jornalista Leonardo Rocha
05 de setembro de 2014